FIQUE POR DENTRO DAS

NOVIDADES

Nota de indignação


NOTA DE INDIGNAÇÃO O Movimento de Mulheres em São Gonçalo, Organização Não Governamental que atua, dentre outros Projetos, na temática da Violência contra Crianças e/ou Adolescentes, por si e representando seus projetos NEACA Salgueiro, NEACA, NACA São Gonçalo e NACA Niterói, vem a público se solidarizar com o profundo sofrimento da família de João Pedro e da comunidade residente no Complexo do Salgueiro, externando sua indignação com o extermínio, pelas forças policiais, do adolescente de apenas 14 anos, quando brincava com outros familiares no interior da residência de sua família. Mais uma vida ainda tenra ceifada dentre a de tantos outros inocentes que vimos recorrente e sofridamente contabilizando pela atuação da polícia seletivamente genocida.

Há que se ressaltar que não obstante a invasão imotivada da residência familiar no Complexo do Salgueiro, tomada como alvo com uso de bomba de efeito moral, tiros a esmo, a perseguição e abate de João Pedro com requintes de violência, ainda se agravou e perpetuou ao levarem seu corpo de helicóptero e ao lançarem a família ao abandono de qualquer informação, peregrinando por horas pelos serviços de saúde sem saber o que havia ocorrido, até que foi localizado sem vida no IML de Tribobó.

Não deixaremos que o assassinato de João Pedro se torne mais um mero número que engrossa as estatísticas de morte desta polícia racista. A Violência Policial precisa ser estancada. A Necropolítica como plano de ação claro e direcionado precisa de um basta, pois vem atingindo em cheio a sociedade ao destruir famílias ceifando a vida e as esperanças da juventude preta, pobre e periférica. O estatuto da Criança e do Adolescente completa 30 anos e não temos motivos para comemorar. Todas as vidas devem importar. Já passou da hora das instituições de defesa das crianças e adolescentes se agregarem em torno deste debate de valorização da vida e juntos, levarmos esta grave denúncia a Corte Interamericana de Direitos Humanos. Clamamos por uma nova sociedade justa, equilibrada e respeitosa com todos e todas e principalmente com a comunidade preta, pobre e periférica. Acima de tudo, clamamos por Justiça! João Pedro, presente!

Oscarina Souza Siqueira e Esther Alcântara - Diretoria do Movimento de Mulheres em São Gonçalo Marisa Chaves - Gestora de Projetos do Movimento de Mulheres em São Gonçalo Associadas do Movimento de Mulheres em São Gonçalo Funcionários (as) e colaboradores (as) voluntários (as) do Movimento de Mulheres em São Gonçalo

Boletins
Mais Recentes
Movimento de Mulheres, Movimento Mulheres, Movimento Mulheres São Gonçalo, Defesa de Direitos, Violência contra mulheres, ECA, Defesa das crianças e Adolescentes

movimentomulheres.mmsg@gmail.com

Telefone: (21) 2606-5003 /(21) 98464-2179

  • Facebook - Círculo Branco

© ekloos 2018   |    Movimento de Mulheres  |    Todos os direitos reservados